31 dezembro 2006

A PALAVRA

Por Rogério Silva

.

A palavra fala,

Sozinha, acompanhada,

comanda, manda, demanda...

.

Sublinhada empolga,

inclinada declina.

Clínica, clinica.

Cria idéias,

cria assunto.

.

Causo.

Causo de vida,

caso de amor,

vida de festa, sonho perdido.

Vida vazia!

.

É no discurso

da grande fala

que a fala se cala.

.

Sem nome e sem corpo.

Silencia na voz,

silencia no afeto,

silencia na dor.

Aih! como dói!

.

A palavra,

sempre ela

a palavra.

.

Pa-lavra.

.

Larva que queima,

pá que recolhe, acolhe...

Texto, testículo, prazer;

gozo, ferida, fenda, fruição.

.

A palavra,

sozinha, desacompanhada,

comanda, manda, demanda...

Nomeia, corporifica.

Re-signi-fica.

2 comentários:

r a c h e l disse...

adorei a poesia... mas tô vendo os códigos todos...
:*)

Cesar Louis Kiraly disse...

Variações sobre um tema escrito, falado e pensado

para meu analista

Palavra um tanto
Quanto até deixar de falar
Um pranto.

Se falo espanto ou canto.
Fico de lado para esperar
um Santo.

De poucas palavras. Certo.
De nome estranho. Um pouco.
45 minutos ou antes.

Poucos passos.
Poucas palavras.
Vida de enganos.