16 maio 2006

TENDÊNCIAS SUICIDAS ?

Por Rogério Silva

A GlaxoSmithKline decidiu incluir voluntariamente na bula de seu antidepressivo a informação de que o medicamento pode elevar o risco do usuário apresentar “tendências suicidas”.

Tendências suicidas. O problema é do usuário que apresenta tendências suicidas, por que o laboratório toma cuidado. Eles estudam, analisam e concluem: quase 15 mil pacientes que participaram de estudos sobre o uso de Paxil para depressão e outras doenças mentais, somente onze pacientes relataram tentativas de suicídio em estudos de adultos com depressão e entre os que receberam placebo,essa tendência foi observada em apenas um paciente. Mas nenhum suicídio foi registrado. Ainda bem!

Oito dos 11 pacientes que apresentaram “tendência suicida” tinham idade entre 18 e 30 anos, o que levou a preocupações em relação a uma faixa etária em particular. O possível risco foi verificado “apesar de provas evidentes da eficácia” do medicamento. Para o laboratório, “é importante que todos os pacientes, especialmente adultos jovens e aqueles que estão tendo melhoras, sejam cuidadosamente monitorados durante tratamento (com Paxil)”.

Contudo, a Glaxo acredita que é “difícil concluir que haja uma relação de causa” entre o comportamento observado e o medicamento, e que os benefícios do tratamento superam qualquer risco. Por isso, afirmam, os dados devem ser interpretados com muito cuidado.

Tendências suicidas? Nem Freud explica!...

2 comentários:

Jozivaldo de Jesus disse...

Gostaria de Saber o impacto desse livro no Brasil, pois aqui na França abriu um debate super interessante sobre as psicoterapias. Li "o livro negro" e o livro defensor de Roudinesco, "porque tanto odio ?". Acredito que tento a TCC quanto a psicanalise tem seu lugar como metodo de pratica na clinica. O Grande problema é que o bom terapeuta tem que saber triar o seu proprio caminho, sem dizer sou 100% psicanalise ou 100% TCC. Acredito, assim como confirma Roudinesco no livro sobre as psicoterapias na FR, que a TCC vai se impor de mais em mais na Universidades e na clinica. Uma vez que esse metodo é mais adaptado ao seculo XXI o paciente hoje quer rapidez no tratamento, a psicanalise trata o sintoma em 10, 20 anos, a TCC é mais direta no que corresponde tratar o sintoma. Por isso como muitos Brasileiros que vieram pra França fazer pos em psicanalise, acabei de mudando meu percusso para TCC, que se impõe a cada dia no mercado de trabalho. Um terapia que se aplica a varios transtornos, entre eles : TS (sexuais), TOC, toxicomania etc. Ainda por cima não indicado em alguns casos, é isso que é interessante a TCC sabe o que trata e o que não trata, foi um metodo de tarapia que evolui, a psicanalise ficou perdida em instuições, escolas etc. Os autores tem toda razão quando dizem porque agente não pode criticar a psicanalise ? quando isso se faz é porque somos recalcados, temos resistencia ? A TCC funciona super bem em caso de toxicomania, a psicanalise demora a funcionar deixando o sujeito morrer de overdose. Tirando alguns exageros do "livre noir", é uma obra esencial para psicologos e psicoterapeutas que pensam em seguir uma carreira. Outra coisa importante é que a psicanalise mesmo na França ja esta perdendo, basta olhar o numero de Master e doutourado na area de ciencias cognitivas e comportemental. Exceto Paris 7 e 8, as universidades francesas esta tomando rumo diferente, quando optam pelo corrente psicanalitica é por um discusso mais pratico e aplicado a pratica em terreno, não filosofia e mitologia. Para concluir a TCC esta a cada dia se renovando e integrando alguns tecnicas de inspiração psicanalitica na sua pratica. Veja o exemplo Hospital Saint-Anne em Paris, essa mais equipe acredita na interação entre esses dois metodos (Psicanalise e TCC). Nada impedende o terapeuta de utilizar um desses 2 metodos segundo a necessidade do paciente. Se somos formados nessa intenção, o importante em primeiro é o paciente, depois metodo e instuição. Por isso é necessario uma formação nesse dois metodos. A TCC enfrentou muito prenceito na França o que resultou num certo atrazo em formar profissionais nessa area. Jean Cottraux um dos fundadores da TCC na França, o qual foi aluno, é um excelente professional, basta olhar a lista da sua obra em TCC na França, que infelismente não foi lançada nenhuma no Brasil talvez pelo o extremismo da psicanalise. Como em tudo na ciência, lembre-se do proverbio : nem tanto nem tão pouco. O extremo nos impende de enchergar o outro lado. Também não sou a favor a 100% dos anti- Freud, sei que a psicanalise abriu varias pespectivas, mas não é o unico metodo disponivel.Entende-se o panico dos psicanalista, pois esse metodo esta em crise desde dos anos 70.E Se encontra desde então o seu reduto "Ghetto" na America latina e França. E na França por ser um pais com recusso o avanço da TCC é promissor como mesmo afirma Roudinesco, o numero de Tececista na França dobrou no inicio dessa decada. Sem contar todo o prenceito contra as mães do autistas, homosexuais e a homoadoção, devido a representação da familia etc que defende a psicanalise. Jacques Alain Miller participou da emuissao de um debate na televisao francesa junto com Elizabeth Roudinesco e outros para falar sobre o casamento gay, o herdeiro de Lacan deu um vexame nao conseguia precisar se ele era de acordo ou não, dizia que Freud dizia isso, Lacan achava aquilo, o apresentador perguntou e o senhor acha o que ? Ele não respondeu, de novo cito Roudinesco, ela sim deu sua contribuição clara, sou a favor e pronto, ela mesma cita no seu livro : "porquoi tant de haine?" que a psicanalise ficou para traz devido nao ter apoiado a homoadoção e o casamento entre homosexuais.Esse exemplo é apenas uma forma de retatar que é com essa imprecisão que as instuições de psicanalise vivem dirigindo esse metodo nos ultimos anos, com Freud disse isso em 1901, depois disse isso em 1915 etc e depois Lacan disse isso mais aquilo em 1969... Bom espero que minha critica tenha sido importante para sobre tudo para os jovens psicologos. Sou doutorando em psicologia meu endereço email é : jozivaldo33@yahoo.com.br

Lucas santos disse...

O suicídio e suas tendências é algo á ser bem estudado de forma detalhada sem falar nos traumas que Freud sempre cita.